Qual o melhor moedor de café? Veja o guia completo em 2022

Encontrar o melhor moedor de café não é uma tarefa fácil, afinal de contas existem dezenas de modelos e cada um conta com as suas vantagens e desvantagens.

O melhor moedor de café em 2022 não é uma decisão universal. Portanto, baristas e amantes de café podem trabalhar com um modelo mais popular ou algum moedor menos conhecido. Em geral, você encontra a melhor opção de moedor de café a partir de uma análise profunda entre os prós e contras de cada opção.

Para te ajudar a encontrar o melhor moedor de café, nós preparamos este guia completo e analisamos todas as principais opções de moedores, permitindo que você encontre a fórmula ideal para uma bebida única e incomparável.

Os melhores moedores de café em 2022

Os moedores de café são divididos entre opções manuais e automáticas. Eles se diferenciam pela forma de processamento, pelas lâminas, e as vezes pelo valor.

O moedor manual pode custar menos, porém ele demanda mais tempo e trabalho para moer o café, enquanto o elétrico faz todo o trabalho sozinho.

Confira mais sobre as diferenças entre os dois moedores neste artigo: Conheça tudo sobre a moagem do café

Moedores manuais

No caso do moedor manual de café, as lâminas geralmente são de cerâmica, e não produzem nenhum tipo de calor com finalidade de preservar as características dos grãos triturados. As capacidades variam entre 35 a 100 gramas de café.

Veja os principais moedores manuais que nós separamos para você:

Hario Skerton

Ano após ano, o moedor manual da Hario Skerton segue como uma das principais opções para uso doméstico.



Em geral, este moedor tem tudo o que é necessário para triturar grãos de maneira prática e, principalmente, profissional, tendo capacidade para 100 gramas.

Isso tudo porque essa opção conta com lâminas de cerâmica, material que não produz calor mesmo em alta rotação. Além disso, a sua rotação conta com uma manivela bem adaptável para qualquer tipo de pegada.

Vale destacar também que o design mais rústico do moedor manual da Hario Skerton faz com que a peça possa ser parte da decoração no ambiente em que irá ser colocada.

Porém, a desmontagem da peça que em teoria deveria ajudar, pode ser um problema para quem faz uso frequente, devido a possibilidade de perder peças pequenas nos momentos de desmontagem ou de lavagem.

Outro detalhe importante é que por ser moedor manual, o café pode demorar um pouco mais para ser triturado em comparação aos modelos elétricos.

Vantagens
  • Ideal para uso profissional e doméstico;
  • Lâminas de cerâmica;
  • Manivela adaptável à mão;
  • Capacidade de 100 gramas;
  • Design com pegada rústica.
Desvantagens
  • A desmontagem requer atenção;
  • Processo demorado.

Bialetti

O moedor manual de café da Bialetti é outra excelente alternativa e também segue como um dos principais moedores de café.



Em comparação direta com o modelo da Hario Skerton, essa opção é mais barata e garante uma bebida tão boa quanto por ter diferenças mínimas em relação ao seu concorrente.

Este modelo também conta com lâminas de cerâmica e tem capacidade para 100 gramas de grãos moídos, em uma única rodada.

O design tem um ar moderno e vai além de ser algo bonito, uma vez que também traz indicadores de demarcação de 1, 3 ou 6 xícaras de café.

Fora isso, o moedor manual da Bialetti permite também as mais variadas regulagens para uso em cafeteira italiana, prensa francesa, filtro entre outros métodos de preparo.

Contudo, um dos pontos negativos está em sua manivela, sendo pequena demais para mãos maiores.

Vantagens
  • Ideal para uso profissional e doméstico;
  • Lâminas de cerâmica;
  • Capacidade de 100 gramas;
  • Indicadores para xícaras de café;
  • Preço competitivo.
Desvantagens
  • Processo demorado;
  • Manivela pequena.

Moedores elétricos

Ao contrário do que muitos ainda creem, os moedores elétricos de café não têm uma diferença de preço tão grande quanto as opções manuais, sendo indicados para uso doméstico ou profissional.

Desta forma, basta apenas ligar o moedor e esperar o processo acabar. Você consegue iniciar o processo de moagem enquanto se dedica para outras tarefas, tirando o máximo de proveito do seu tempo.

Veja abaixo os melhores moedores elétricos de café que trouxemos.

Hamilton Beach

O moedor elétrico da Hamilton Beach é uma das principais opções. Ele conta com três níveis de moagem para se adequar a sua preferência e também ao método de preparo da sua bebida.



Outro ponto favorável é o ruído mínimo, sendo quase imperceptível a depender de onde o seu moedor está ligado.

Além disso, todo o processo é extremamente rápido e dura poucos minutos.

No entanto, as lâminas podem esquentar e acabar interferindo no sabor do café. Outro ponto negativo deste modelo é sua voltagem única, fazendo com que o interessado sempre tenha que prestar atenção na voltagem da tomada.

Vantagens
  • Ideal para uso doméstico;
  • Processo rápido;
  • Três níveis de preparo;
  • Modelo automático.
Desvantagens
  • Lâminas esquentam;
  • Voltagem única.

Bialetti

Os moedores da Bialetti estão na lista dos melhores, tanto manuais quanto elétricos. Isso porque a marca é renomada em acessórios para fazer café, como cafeteiras e moedores.



Esse modelo conta com diversas vantagens, a começar pelo design impecável, que entrega sofisticação em um formato que remete ao grão arábica de café.

Além disso, o moedor da Bialetti também traz um botão com indicadores de luz e um sistema de segurança extra para a máquina.

Porém, há algumas reclamações devido ao seu processo de limpeza, que pode ser dificultoso. Ele também não tem diferentes opções de moagem, como o da Hamilton Beach, e por ser elétrico, as lâminas podem esquentar.

Vantagens
  • Ideal para uso doméstico;
  • Botão com luzes indicadoras;
  • Processo rápido;
  • Design impecável;
  • Modelo automático;
  • Sistema de segurança extra.
Desvantagens
  • Lâminas esquentam;
  • Voltagem única;
  • Limpeza difícil.

Di Grano Cadence

O modelo Di Grano Cadence, que entrega grãos moídos em instantes, com muita qualidade.Entre suas vantagens, vale a pena começar pelo seu preço competitivo e bastante acessível.



O seu design também é bastante compacto e elegante, com pequenas texturas que buscam remeter aos grãos de café.

Porém, assim como as outras opções, o equipamento não é bivolt e as lâminas podem esquentar e interferir no café.

Vantagens
  • Design impecável;
  • Preço competitivo;
  • Processo rápido;
  • Bastante compacto.
Desvantagens
  • Lâminas esquentam;
  • Voltagem única;
  • Pode ser difícil de encontrar.

Moedor Kitchenaid

Para muitos, o moedor elétrico Kitchenaid é considerado premium, mas algo indiscutível se refere à alta qualidade deste produto.



O moedor vem com três potes com lâminas individuais, sendo um de 125 ml para moer cafés e duas de 62 ml para temperos. Além disso, o processo de moagem funciona com um simples apertar na tampa.

Fora isso, este modelo conta com capacidade de até 12 xícaras grandes ou 36 pequenas.

Entretanto, o preço é bastante superior aos outros modelos, a sua voltagem se limita ao 110V.

Vantagens
  • Compacto;
  • Preço elevado;
  • Lâminas individuais;
  • Processo rápido;
  • Modelo automático;
  • Alta capacidade.
Desvantagens
  • Preço elevado;
  • Baixa oferta;
  • Lâminas esquentam.

Moedor Express Tramontina

Por fim, o moedor Express Tramontina é considerado o melhor para uso profissional. Nesta opção você encontra 60 níveis diferentes de moagem, ele permite extrema praticidade sem perder nenhum pouco da qualidade do café.



O seu funil comporta 450 gramas de café em grãos e tudo pode ser acompanhado pela tela em LCD que indica o número de doses ou xícaras que podem ser feitas a partir daquele único processo de moagem.

Além disso, toda interface é facilmente configurada nesta mesma tela.

Importante ressaltar também o dosador preciso, que evita ao máximo o desperdício, e que também pode ser ajustado de forma manual ou programável para preparar uma quantidade específica de café.

Por fim, o processo de limpeza também é facilitado por conta da bandeja removível. Porém, tantas vantagens refletem em um preço bem elevado em comparação aos demais moedores.

Vantagens
  • 60 níveis de moagem
  • Alta capacidade
  • Recomendado para uso profissional
  • Interface fácil
  • Dosador preciso
  • Limpeza facilitada
Desvantagens
  • Preço bastante elevado

Por que é importante moer o café na hora?

É importante moer o café na hora do preparo para que ele se mantenha em uma qualidade superior e não diminua nenhum pouco a qualidade do grão, pois com o tempo ele oxida.

Após o grão ser triturado, onde ele está em pó, o café começa a sofrer o processo de oxidação, e isso impacta diretamente na sua qualidade.

Um café moído e preparado na hora garante muitas vantagens, entre elas estão:

  • Mais pureza;
  • Aroma mais gostoso;
  • Garante integridade dos sabores;
  • Melhora o sabor final da bebida;
  • Mantém o vigor do café.

Tipos de moedores

Há dois tipos de lâminas responsáveis pelo processo de moagem dos grãos de café, às hélices e as cônicas, que são feitas em metal ou a partir de cerâmica.

Vale notar que o metal também interfere no sabor do café, como você pode entender melhor em nosso outro artigo que apresenta tudo sobre a moagem do café.

  • Lâminas em hélice:

As lâminas em hélice estão presentes em moedores mais acessíveis, essas não indicam má qualidade, porém elas fatiam o grão em pedaços minúsculos ao invés de triturá-los.

  • Lâminas cônicas:

Por outro lado, as lâminas cônicas trituram os grãos de maneira mais homogênea e estão presentes em moedores mais caros, e geralmente manuais.

Tipos de moagem

Cada tipo de grão precisa de uma moagem específica para garantir um sabor impecável e de alto nível.

Em geral, os tipos de moagem podem ser divididos em: moagem grossa; moagem média grossa; moagem média fina; moagem fina e; moagem extra fina.

Para ficar mais claro, veja abaixo a tabela que preparamos para você.

Método Tipo de Moagem utilizada
Aeropress Qualquer tipo de moagem
Café turco Moagem extra fina
Cafeteira globinho/Syphon Moagem média grossa
Cafeteira italiana/Moka Moagem média grossa
Chemex Moagem média grossa
Clever Moagem média grossa ou grossa
Espresso Moagem fina
Filtro de papel Moagem média ou fina
Hario V60 Moagem média grossa
Prensa francesa/French Press Moagem grossa
Pressca Moagem média

Como escolher um moedor de café?

Para escolher o melhor moedor de café, antes é preciso entender qual o tipo de amante de café você se considera.

Ou seja, se você está completamente apaixonado nessa bebida tão querida, sem dúvida alguma os melhores moedores de café para você são os modelos manuais.

Isso porque esses modelos, embora mais trabalhosos, garantem um sabor impecável e você acaba fazendo parte de todo o processo de produção, tornando-se uma experiência única.

Por outro lado, se você adora um café, mas prefere moer o grão de maneira rápida e fácil, os modelos de moedores elétricos são as melhores opções.

Então, escolha o que mais se adapta ao seu estilo de vida, assim, você faz uma compra segura.

Outras opções boas e baratas de moedores de café

Caso você queira um moedor mais simples e com um preço mais acessível, há ainda opções mais simples mas que são boas, e também permitem que você saboreie um ótimo café.


Moedor manual em inox

Este modelo de moedor manual em inox é simples, porém cumpre bem o seu propósito de moer cafés. Você precisa se atentar apenas a sua manivela, que pode não ser tão funcional.


Moedor manual com pote de vidro

O moedor manual com pote de vidro mói grãos de maneira bem eficiente. Contudo, por ser um pote de vidro, é possível quebrá-lo, então tome cuidado.


Moedor elétrico Philco

O moedor elétrico Philco é uma boa opção para quem está com o seu orçamento mais apertado e quer moer os seus grãos de café de maneira automática. Essa opção funciona bem, mas prepara poucos grãos por vez.



Gostou deste artigo?